Os quatro primeiros passos para a consciência pessoal

Uma das coisas que mais me assusta quando eu leio jornal ou assisto televisão é a quantidade de culpa e responsabilidade que se coloca no governo, no seu emprego, no seu chefe, no/na cônjuge, nos pais, nos irmãos porque a sua vida vai mal. Eu verdadeiramente acredito que nada é de graça nas nossas vidas e a moeda de troca que usamos ao viver é o escolher. Como não somos ensinados que nossas escolhas que determinam como nossa vida vai se desenrolar, acreditamos que a culpa e a responsabilidade é dos outros quando as coisas dão errado.

IMG_7347.JPG

Vivemos num modo automático de fazer escolhas e quando encontramos alguém que tem um nível um pouco melhor de consciência pessoal, tendemos a achar esse alguém é excêntrico, diferentão, o chato da turma. Cada um tem a sua vida para viver e eu não tenho como viver por você assim como você não vive a minha. Se eu escolho não viajar nesse carnaval porque vai me descapitalizar financeiramente não me faz diferente de quem viaja e se descapitaliza por exemplo. Cada uma dessas pessoas fez uma escolha: elas fizeram compras diferentes no supermercado da vida. Cada compra tem a sua conta.

Desde que me tornei consciente de mim mesma, eu passei a ser mais atenta ao que me rodeava e a pensar antes de escolher automaticamente. Eu acredito verdadeiramente que sou responsável pelas minhas decisões, pelas minhas palavras, pelos meus pensamentos, pelas minhas emoções e pelas minhas ações. Depois que tomei essa responsabilidade para mim, nunca mais me tornei vítima da situação. Passei a ler os recibos que eu recebo depois das minhas compras no supermercado da vida.

Aceite que a escolha é sua

O primeiro estágio é a aceitação e essa é a parte mais difícil. Você ao decidir por alguma coisa é uma decisão, assim como não decidir ou o ir pelo famoso “deixa a vida me levar”. O meu medo de não aplicar para intercâmbios enquanto estava na faculdade  me fez escolher nunca aplicar, minha crença que eu não era inteligente o suficiente me fez escolher por não tentar empregos mais interessantes. Eu escolhi esses caminhos e ninguém mais. Todas as sequências das minhas escolhas, das minhas decisões me trouxeram até o momento presente e o mesmo aconteceu com você.

Você pode argumentar sobre um acidente que possa ter acontecido e devastado sua vida: trânsito, de trabalho, morte de parente. Sinto em dizer que não foi o acidente, foi o que você escolheu fazer com o que aconteceu com você após este acidente. Um exemplo fácil disso é o ex-BBB Fernando Fernandes. Ele sofreu um acidente de carro e ficou paralítico. Hoje ele é atleta paraolímpico e praticante de esporte radicais. Ele mesmo conta que, após o acidente, os patrocínios diminuiram porque ele não é mais o tipo que as marcas escolhem, mas ele não desistiu. A missão dele é fazer com que o mundo entenda que pessoas que vivem em cadeira de rodas merecem acessibilidade tanto quanto pessoas que não vivem em cadeira de rodas.

Tenha clareza sobre o que você quer

Agora que você já aceitou a sua responsabilidade, vamos criar a clareza. Quando a Alice foi para o País das Maravilhas e encontrou o Gato pela primeira vez, ele a questionou para onde ela queria ir. Ela disse que não sabia e o Gato respondeu sabiamente “então, qualquer caminho serve”. Você precisa saber para onde você quer ir seja no âmbito pessoal, profissional, fitness… Tenha algum objetivo.

Eu tenho um ebook de planejamento que pode te ajudar a planejar caso você já tenha um objetivo em mente. Se você não tiver nada, pode pegar papel e caneta ou abrir um bloco de notas no seu computador e responda as perguntas:

  • Como eu me imagino minha vida quando eu tiver 50 anos?
  • Quais são meus dois grandes objetivos para este ano para me aproximar para a vida que quero ter aos 50?
  • Como posso dividir esses dois grande objetivos para cumprir um em cada semestre?
  • Quais são meus três pequenos objetivos para cumprir o objetivo na primeira metade do semestre?
  • Quais são meus próximos três pequenos objetivos para cumprir na segunda metade do semestre?

Pronto: você criou clareza. Suas decisões e suas escolhas tem um pequeno direcionamento.

Mude seu mindset

Sua vida vai acontecer enquanto você trabalha para conquistar seus sonhos, seus objetivos. Você precisa preparar a mente para o que virá. Tenha sempre claro quais são os objetivos. Aprenda a dizer não para os seus impulsos e para os impulsos dos outros. Perseguir seus sonhos é um tanto difícil porque não é o comportamento que todos seguem e poucos te apoiarão. Inicialmente você estará sozinho, mas quando seus pequenos resultados começarem a aparecer, os apoios também aparecerão.

Além disso, você precisa mandar mensagens positivas e concretas para a sua mente. Seu subconsciente é muito mais poderoso do que você imagina. Conhecer como sua mente funciona é um dos trabalhos que eu faço com a análise corporal. Tudo fica mais simples.

Vá para o campo de batalha

De nada adianta fazer os planos e não partir para o campo de batalha. Você já planejou os objetivos para os próximos 90 dias. Transforme esses passos em ações diárias e você verá! Tudo passa por uma mudança. Você vai ter de sair da sua zona de conforto se você quer ter a vida que você imagina. É possível, ninguém está pregando que será fácil, mas será recompensador viver de uma forma mais consciente.

Aceite apenas os conselhos de quem também está no campo de batalha. Eles sabem a dor que você sente, eles quem vão te ajudar a levantar quando você cair, eles que vão entender sua perda e suas vitórias. Quem só assiste, não tem a mesma visão e a mesma emoção. Quem só assiste, não vê a vitória dos outros e que, provavelmente, mais tarde chamará de sorte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s