Crescer dói, mas é recompensador

crescer
verbo
  1. intransitivo
    desenvolver progressivamente (etapas próprias) após o nascimento ou até antes dele.

    “a ultrassonografia acusava que o bebê crescera”

  2. intransitivo
    aumentar, ger. de modo progressivo (em altura, estatura, comprimento, volume, intensidade, quantidade etc.).
    “a menina cresceu muito”
img_7046

Você não sabe o quanto eu caminhei pra chegar até aqui

O dicionário já traz a definição de crescer que quero usar nesse post: “desenvolver progressivamente etapas próprias após o nascimento”. Começo o exemplo por mim que meus pais não me ensinaram a refletir sobre minhas ações e o que gostaria de impactar no mundo com elas. Eu fui crescendo livremente, era repreendida pela minha mãe quando ela achava que eu tinha feito algo errado, não tinha muito um incentivo em refletir sobre o que eu havia feito que não fosse imbuído de uma dose de ameaça e tenho lembranças claras de estar em situações que eu poderia escolher entre o errado e o certo e, por medo, escolhia o certo.

Eu raramente saia da minha zona de conforto embora nem soubesse muito bem o que era isso, normalmente dava errado quando saia e isso me deixava ainda mais com medo de fazer algo de maneira diferente. Tinha algumas amigas que arriscavam e eu achava o máximo a coragem delas, mas associava a coragem delas ao fato delas se encaixarem no padrão social de beleza. Como eu fui gorda a minha adolescência inteira até os 25 anos, acreditava que coragem não era uma coisa para mim.

Hoje eu entendo que você se autoconhecer é uma coisa que tem o seu momento. Por uma grande pressão das minhas irmãs, dos 22 aos 27 eu fiz a minha primeira rodada de terapia: foi o meu primeiro contato com o que eu carregava aqui dentro. Apesar de ter ido para simplesmente não ter de tomar sermão de duas pessoas, foi muito bom ter começado. Sabendo do que eu sei hoje, gostaria de ter criado a crença dentro de mim que essa jornada de crescer iria ser boa.

Não existe um guia sobre como crescer, o que eu acho que poderia ser um início é ser autorresponsável. Eu acredito que esse momento chega para todos e, como tudo, o livre arbítrio cuida para que você escolha fazer o mais adequado. Não existe certo nem errado. Embora eu estivesse nesse caminho, o conceito eu fui descobrir somente no final de 2017 e realmente transformou a minha vida. Além disso, ter planos, conceber que eles são realizáveis e que viver não tem uma fórmula pronta também me ajudou a abrir meus olhos para um monte de coisas que eu não sabiam que existiam.

Hoje eu trabalho auxiliando homens e mulheres a enxergar quem nasceram para ser para que cada um se relacione melhor com elx mesmo de uma maneira autêntica sem apagar ou mudar a essência de cada um com metodologias cognitivas e deterministas. Eu faço isso com muito paixão porque eu sei a transformação do que tudo o que eu pode causar. Olhando para trás, entendo que sair pela primeira vez da zona de conforto foi uma viagem incrível.

Crescer dói, é recompensador e é uma jornada que nunca mais tem fim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s